AVISO...

Olá Pessoal!

Já avisei na Página do Facebook e decidi avisar no blogue também.

Na página Livros têm os links onde poderão comprar o livro "A Escola do Terror".


Aviso mais uma vez que tem alterações ao que está no blogue!


Obrigada.

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Obsessão - Novo Projeto

Olá, Pessoal!
Terminei "Contrato Indesejado" e o projeto inesperado "Encontro com o Passado" e vocês já estavam a perguntar-se (e a perguntar-me) o que eu estava a escrever (além da parceria com a Letícia Alvares, "Por Trás da Cena").



"Obsessão" é o título do meu novo projeto.
100% Romance Policial, sem nada de personagens com menos de 20 anos, mais adulto.

Aguardem mais pormenores. Em breve eu direi mais alguma coisa.

Mistérios Em Aberto

Olá, Pessoal!
Eu tinha falado anteriormente (AQUI para ser mais exata) que iria trazer-vos os resultados dos enigmas que eu fiz.

Estou só a avisar que esse post está a ser feito e será postado em breve.

Beijos.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Capítulo Adicional de "O Que Espero Encontrar" (Desafio de Junho)

Olá, Pessoal!
Tal como falei em posts anteriores, esperei pelo Desafio de Junho da Página Ficwriter Facts.

O Desafio de Junho consistia em escrever uma oneshot (história/estória com apenas um capítulo) de género romance.

Como, quem lê o que escrevo, sabe que eu não sou a melhor pessoa a escrever coisas de género romance, lembrei-me de escrever um capítulo adicional de uma das minhas histórias em que "incorporei" algum romance "ligeiro" (e que, como sabem, não terminou bem no final).
Após perguntar aos responsáveis pelo desafio e ser-me dada a possibilidade de o fazer, decidi escrever isso para ser-me mais fácil.

O projeto que escolhi foi "O Que Espero Encontrar", que foi escrito em 2012 e postado no blogue em 2014.

Alguns leitores não gostaram do desfecho das personagens Felipe e Natasha (que terminaram juntas) e não gostaram que as personagens Marisa e Gustavo ficassem separadas.

Decidi "pegar" num desses casais e fazer um desfecho que ficasse melhor.

Sem mais demoras, deixo-vos, então, o resultado final.

Informações:
- Para o Desafio de Junho da página Ficwriter Facts
- Título: O Que Encontrei
- Sinopse: Três anos passaram e muita coisa mudou na vida de Gustavo. Marisa regressou ao país, mas não voltou para os braços do ex. Atraiçoou a melhor amiga Natasha e namorou com Alexandre. Os dois namorados viajaram para outro país juntos. Já Natasha e Felipe continuaram um casal, revelando a todos que sempre gostaram um do outro. Recentemente, Marisa regressou a Portugal para visitar a mãe. E, consequentemente, voltou a reencontrar Gustavo.

Cabeçalho de "O Que Espero Encontrar"
Marisa chegou a casa da mãe com duas malas de viagem. Não vinha acompanhada por Alexandre. A agora mulher tinha feito a viagem sozinha. Fechou a porta de casa e chamou pela mãe.
Não recebeu qualquer resposta e olhou para a casa com mais atenção. Estava tudo no mesmo sitio. A mãe não tinha alterado nada na casa desde a última vez que a viu. Arrumou as suas coisas no quarto que sempre foi dela (e em que nada foi mudado) e saiu de casa.
Caminhou por algumas ruas. Ela estava decidida a visitar uma pessoa. Uma pessoa que desiludiu há três anos. Chegou à casa e tocou à campainha. Alguém abriu-lhe a porta segundos depois.
- Natasha? - Perguntou Marisa, vendo a ex melhor amiga do outro lado da porta.
Natasha parecia surpresa com a visita da antiga amiga.
- Maris?
A alcunha de Marisa nunca tinha mudado.
As duas abraçaram-se, emocionadas.
- Entra. - Pediu Natasha, dando passagem.
Marisa entra em casa e vê Felipe sentado no sofá a olhar para ela. O rapaz também parecia surpreendido. Levantou-se do sofá e cumprimentou Marisa.
- O que estás aqui a fazer? - Perguntou Felipe.
- Vim visitar a minha mãe e vocês. Acho que vocês mereciam uma explicação depois de ter regressado, começado a namorar com o Alexandre e ir embora novamente.
- Poderias ter-me avisado que tinhas começado a namorar com o Alexandre, naquela altura. Não iria ficar chateada, Maris. Aliás, eu não estou. Mas podia ter descoberto isso por ti e não pela Joana. - Disse Natasha.
- Ainda falas com a Joana? - Perguntou Marisa a Natasha.
- Não. Perdi contato depois da escola. Também não queria manter contato com ela. - Natasha fez uma pausa - Mas contigo sempre quis.
Marisa baixou a cabeça.
- Desculpa.
Houve um momento de silêncio. Um silêncio constrangedor. A Natasha percebeu e retomou a falar.
- O Edson não está aqui. Na verdade, não está cá em Portugal.
- O que aconteceu? – Perguntou a Marisa, levantando novamente a cabeça, preocupada.
- Ele foi trabalhar para fora. Sabias que ele queria seguir uma área com pouca saída em Portugal, certo? Deves lembrar-te disso. E então... bem... teve uma oportunidade e não a desperdiçou. Ele só voltará no Natal.
A Marisa afirmou com a cabeça, entendendo.
- Vieste com o Alexandre? – Perguntou a Natasha.
A Marisa abanou a cabeça.
- Não. Nós terminámos. Foi complicado.
- Ainda gostas dele? – A expressão facial da Natasha não revelava incómodo.
A Marisa encolheu os ombros.
- Não sei. Acho que ficaram coisas por resolver, mas foi o fim. Penso eu.
- Ele sabe que estás aqui?
- Sim, ele sabia que eu vinha para cá.
- Visitar a tua mãe?
- Sim, mas não só ela. Vocês também.
Houve uma pausa. A Marisa continuou.
- Natasha, ele não te traiu, se é que querias uma explicação daquela altura.
- Ele pediu-te para me dizeres isso? – A jovem não se revelava chateada nem incomodada.
- Não. Eu é que ouvi da boca dele a sua versão. E a realidade. Mas ele sabia que tu não te tinhas afastado dele por causa dessa possível traição. Afastaste-te porque gostavas do Felipe.
- Sim, é verdade. – Respondeu a Natasha, respirando fundo.
- Acho que o Gustavo merece uma explicação. - Interrompeu o Felipe, que tinha estado calado durante toda a conversa das duas.A Marisa olhou para o antigo amigo.
- Eu sei. - Falou ela, baixo.
- Ele está cá em casa. Foi fazer pipocas na cozinha. - Avisou a Natasha - Está na hora de resolveres as coisas com ele. Foste-te embora sem nenhuma explicação.
A Marisa afirmou com a cabeça e caminhou lentamente para a cozinha. A casa da antiga amiga ainda parecia semelhante ao que era da última vez que a viu. Alguns objetos diferentes na casa, mas as paredes estavam intactas.
Chegou à cozinha e viu o Gustavo de costas para ela a preparar as pipocas. Ela respirou fundo antes de chamá-lo.
- Gustavo.
O rapaz virou-se para ela, com rapidez. Talvez julgando ser a Natasha. Pareceu levar um susto quando viu a ex namorada.
- O que estás aqui a fazer? - Perguntou ele, frio.
- Vim visitar a minha mãe, a Natasha e vocês.
- Podes dar meia volta e sair. Não fizeste falta depois do primeiro ano sem ti.
- Eu sei que fui-me embora sem te dizer nada.
- Vieste, então, fazer o quê aqui?
- Pedir desculpa. - Respondeu ela. A resposta fez ele calar-se, por breves segundos.
- Eu sei que errei, Marisa. Eu sei que não fui o melhor namorado para ti naquela altura. Antes de te ires embora. Mas não merecia que tivesses ido embora com o Alexandre. Basicamente fizeste o que eu te fiz no passado.
- Eu sei. Na última vez que me viste deste-me rosas e eu deitei-as ao chão para morrerem. Já eu, tenho na memória a tua traição com outra rapariga no teu quarto.
O Gustavo afirmou com a cabeça.
- Então, eu estou aqui a engolir o meu orgulho e a pedir desculpa. A pedir desculpa por aquele dia. Ultimamente, não tenho conseguido dormir. O peso na consciência é grande. Tenho ficado acordada lembrando-me de como fui embora.
- O Alexandre sabe que estás a fazer isto?
- Terminámos.
- Traição?
Ela abanou a cabeça.
- Ele teve uma oportunidade noutro país. Queria ir comigo, mas eu escolhi voltar para Portugal.
- Escolheste terminar a relação com ele e voltar para Portugal?
- Sim.
- Tinhas o Alexandre. Por que escolheste estragar um futuro com ele?
- "As oportunidades podem ser muitas na vida, mas apenas nós temos que decidir qual delas escolher primeiro". "A vida pregou-me partidas e escolhas". (N/A: Frases da sinopse de "O Que Espero Encontrar"). Escolhi o melhor para mim.
Ele afirmou com a cabeça.
- Vais ficar?
- Sim.
- Bem vinda de volta. - Disse ele, sorrindo levemente.
- Se a tua porta estiver trancada, eu entendo. - Falou a Marisa, séria.
- Está entreaberta. Também tenho de fazer as minhas escolhas. - Respondeu ele, sorrindo.
A Marisa sorriu também.
Os dois pareciam ter encontrado um futuro sorridente.


Aqui está o capítulo adicional de "O Que Espero Encontrar", com o nome de "O Que Encontrei".
Deixei, mais uma vez, um final aberto.
Fica a vosso critério se Gustavo e Marisa devem ficar juntos ou não.